A+ A A-
Menu
Loading
http://stedile.med.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/blankinterna.pnglink

Dr. Júlio Stédile, M.D.

Cirurgia Plástica Facial & Otorrinolaringologia

Cirurgia Plástica Facial
&
Otorrinolaringologia

Mamoplastia Redutora

A Mamoplastia redutora está entre as mais comuns das cirurgias estéticas tendo como objetivo diminuir o volume e o peso,dando um novo formato para as mamas. A flacidez mamária também pode ser corrigida.
Considerando que existem diversas formas e tamanhos de mamas, também existem variações dos detalhes técnicos que devera ser empregados para cada caso especifico, objetivando sempre o melhor resultado.

  • Anestesia geral ou peridural.
  • Tempo de cirurgia até 5 horas.
  • Tempo de internação 1 diária.
  • Cicatriz periareolar, vertical no centro da mama e transversa no sulco submamário.

RECOMENDACOES NO PRÉ-OPERATÓRIO:

  1. Informar a equipe medica ate dois dias antes da operação da ocorrência de gripe, indisposição ou febre.
  2. Suspender todo e qualquer medicamento para emagrecer que esteja utilizando por um período mínimo de 14 dias antes da cirurgia ,isto inclui também os diuréticos.
  3. O comportamento pré-operatório também é fundamental para o sucesso da cirurgia. Por pelo menos 15 dias antes da cirurgia não deve fazer uso excessivo de medicamentos ou álcool, especialmente para o cigarro a abstenção deverá ser de pelo menos 1 mês antes do procedimento.No caso de diabéticos e hipertensos será necessário que tenham seus quadros clínicos controlados.
  4. São solicitados exames essenciais como eletrocardiograma , hemograma, coagulograma, glicemia de jejum , eletrólitos , anti-hiv, urina e mamagrafia. Pacientes com doenças crônicas necessitam exames específicos e avaliação clinica antes da cirurgia.
  5. O cirurgião deve ser comunicado sobre o uso de qualquer medicamento pois alguns medicamentos podem contribuir para o risco de hemorragia: ácido acetil salicílico(aspirina), antiinflamatórios não esteróides, anticoagulantes, vitamina E , vitamina C, ginkgo biloba , ginseng, alho, bebidas alcoólicas e alguns medicamentos homeopáticos usados continuamente.
  6. O paciente deve programar as suas atividades laborais e sociais de modo a não se tornar indispensável para outras pessoas, por um período mínimo de 21 dias.

TECNICA OPERATORIA

Existem variações da técnica utilizada. Geralmente existem duas cicatrizes, uma em forma de "T" invertido, na parte inferior da mama e a outra situada em torno da aréola, que normalmente fica bastante camuflada pela própria condição de transição de cor entre a aréola e a pele normal.

RECOMENDACÕES NO PÓS-OPERATÓRIO:

  1. O dreno é retirado geralmente no 1º ou 2º dia pós-operatório.Serão usados modeladores e curativos elásticos especialmente adaptados para cada tipo de mama que serão trocados periodicamente.
    O banho completo poderá ser tomado no segundo ou terceiro dia.Evitar manter umedecida a região operada por 7 dias.
  2. As suturas são, em sua maioria, internas. Os pontos externos são removidos entre o décimo e o décimo quinto dias.
  3. Deve ser evitado toda e qualquer atividade vigorosa, principalmente movimento bruscos dos braços e levantamento de objetos pesados por 4a seis semanas.
  4. Devido a processo inflamatório pós-cirúrgico, poderão ocorrer alterações na cor e na textura da pele das mamas e certo endurecimento do seio, que desaparecerão em torno de 20 dias. Para aliviar estas alterações, o cirurgião pode recomendar um programa de massagem.
  5. Não deve tomar nenhum tipo de medicamento que não seja prescrito pelo seu médico.
  6. Não expor a área operada ao sol por dois meses.
  7. Mesmo que o paciente esteja sentindo-se muito bem fisicamente, não deve esquecer que deve manter o resguardo para atividades físicas de esforço por 60 dias.
  8. usar sutiã especial por pelo menos 30 dias

COMPLICACÕES:

Podem ocorrer hematoma, seroma, infecção, assimetrias , cicatriz hipertrófica,e queloide e problemas de ordem anestésica.

A cicatrização passara por diferentes períodos.

a) Período imediato: vai até o 30º dia e a cicatriz apresenta um aspecto pouco visível. Em alguns casos pode ocorrer uma discreta reação aos pontos ou ao curativo.

b) Período mediato: vai do 30º dia até o 12º mês.

Nesta fase haverá um espessamento natural da cicatriz e uma mudança na tonalidade da sua cor, passando do "vermelho para o "marrom" , que aos poucos vai clareando. Este é o período menos favorável da evolução cicatricial, e é o que mais preocupa as pacientes. Entretanto, recomendamos às pacientes que não se preocupem, pois o período seguinte (tardio) se encarregará de diminuir os vestígios cicatriciais.

c) Período tardio: vai do 12º ao 24º mês. Neste período a cicatriz vai atingir o seu aspecto definitivo, ficando mais clara e perdendo a consistência.

VISIBILIDADE DA CICATRIZ

Alguns pacientes apresentam tendência à cicatrização hipertrófica ou ao quelóide. Ate certo ponto pode ser previsto esta tendência durantre a consulta, em razão da historia clinica do paciente e das características familiares.
Pessoas de pele clara não tendem a esta complicação cicatricial enquanto que pessoas de pele morena têm maior predisposição ao quelóide ou à cicatriz hipertrófica. Entretanto, isto não configura uma regra absoluta.
Correção de cicatrizes hipertróficas ou queloide.Existem vários recursos clínicos e cirúrgicos que permitem melhorar cicatrizes inestéticas.
Os procedimentos para eventuais correções serão utilizados no momento adequado, de acordo com a alteração cicatricial apresentada.Tamanho e consistência das novas mamas.

AS MAMAS PASSAM POR DIVERSOS PERÍODOS EVOLUTIVOS:
a) Período imediato: vai até o 30º dia. Neste período, a forma das mamas estará muito aquém do resultado planejado, apesar das mamas apresentarem-se com seu aspecto melhorado.

b) Período mediato: vai do 30º dia até o 8º mês. A mama apresentara uma evolução em direção à forma definitiva. Neste período ainda pode estar presente certa insensibilidade do mamilo, além de certo grau de "inchaço" das mamas. A forma da mama ainda estará em evolução.

c) Período tardio : vai do 8º ao 24º mês. Nesta fase a mama atinge seu aspecto definitivo quanto a forma, consistência, volume, sensibilidade e cicatrização.

ALTERACAO NO RESULTADO EM CASO DE GRAVIDEZ.
Geralmente não há problema em caso de gravidez. Porém quando se tratar de mamas muito grandes, que tiveram grande reducao, a lactação poderá ficar prejudicada. Em casos de pequenas e médias reduções a lactação poderá ser preservada.

AVALIACAO DO RESULTADOA
AVALIACAO DO RESULTADO DEFINITIVO da cirurgia de redução de mamas somente deverá ser feito entre o 12 e 24 mês do pos operatório após os tecidos passarem por todas as fases da cicatrização.
Caso lhe ocorra a preocupação no sentido de "desejar atingir o resultado definitivo antes do previsto", não faça disto motivo de sofrimento. Tenha ciência, pois o organismo normalmente se encarrega de dissipar todos os transtornos imediatos.

SEJA SÁBIO NA ESCOLHA DO SEU CIRURGIÃO. Existe uma diferença significativa na qualidade do trabalho médico assim como acontece em outras profissões (advogados, professores, políticos, pedreiros, carpinteiros, baby-sitters, encanadores, etc.).

LEMBRE-SE QUE : DIFERENTES CIRURGIÕES TEM FORMAÇÕES MEDICAS DIFERENTES, TEM DIFERENTES FORMAS DE TRABALHAR, TEM DIFERENTES PERCEPCOES ESTÉTICAS E APRESENTAM DIFERENÇAS SIGNIFICATIVAS NOS SEUS RESULTADOS CIRÚRGICOS

Endereço

Dr. Júlio Stédile M.D.
Av. Dr. Nilo Peçanha, 2825/1403 CEP 91330-001
Bairro Três Figueiras - Porto Alegre/Rio Grande do Sul - Brasil
( Esquina com a João Wallig em frente ao Shopping Iguatemi )
Telefone: (51) 2111-1017 / (51) 2111-1018

Pesquisa

Redes Sociais